Lenno Oliveira

Colunista

Diretor executivo na empresa Portal O Guia

Escândalo na Assistência Social de Água Branca

Com apenas 2 meses no cargo, o Secretário de Assistência Social é exonerado da função, o que terá
acontecido ?

A Secretaria de Assistência Social – SAS, que é responsável pela “Política de Seguridade Social não contributiva, que provê os mínimos sociais, realizada através de um conjunto integrado de ações de iniciativa pública e da sociedade, para garantir o atendimento às necessidades básicas”, está sem secretário.

No último dia 27 de Maio de 2020, tivemos a informação que o secretário Ramon Rodrigues de Sousa entregou o cargo de Secretário Municipal, conforme Portaria 49/2020. E por conta disso existem muitas especulações, duas teorias foram elaboradas: A primeira justificativa da Exoneração seria a incapacidade do Secretário de gerir tal função, já a segunda opção, dizem que aconteceu uma briga com a esposa onde ele saiu de casa e entregou o cargo, como “Em briga de marido e mulher, não se mete a colher”, fomos aos fatos.

Analisando o posicionamento do Prefeito Jonas Moura na troca de Secretários Municipais no início de Abril, concluímos que as Secretarias são puramente cargos com interesses políticos. Tomando como base a secretaria em questão, temos na Portaria 16/2020 a exoneração da Ex – Secretária de Assistência Social Danielly de Sousa Lima, que por mais incrível que pareça é esposa do Ramon Rodrigues, que foi colocado no cargo após a sua saída, conforme Portaria 28/2020. A Dani Lima, como é chamada, deixou o cargo para ser pré candidata a vereadora pelo Partido Social Democrática – PSD, o mesmo do prefeito, assim sendo beneficiada com a continuidade do marido na sua função e com todos os benefícios.

Contando com que a SAS está com praticamente todas as suas atividades paradas, mas mesmo assim o novo secretário já assumiu com um salário de R$ 4.620,00, sendo que a base salarial de um secretário no município é de R$ 3.300,00, temos convicção do acordo. Pois como não está acontecendo viagens e nem treinamentos para justificar tais gratificações, todos os fatos levam a acreditar que a Secretaria de Assistência Social está servindo somente para manter acordos políticos.

Pegando como base a indagação feita pelo Vereador Raiclyston Alexandrino, na ultima semana, em suas redes sócias “O que está sendo feito com os Recursos vindos para a Assistência Social, algo em torno de 200 Mil Reais?”, fazemos as seguintes perguntas: “Prefeito Jonas Moura, qual o motivo da Exoneração do Secretário de Assistencial Social?” e “Vai ser colocado alguém capacitado para o cargo ou outra pessoa ligada a Ex Secretária?”.

 

 

Comentários no Facebook