Lenno Oliveira

Colunista

Diretor executivo na empresa Portal O Guia

Educação: Quem está no comando ?

Em Ano Eleitoral e de Pandemia, muitas dúvidas na Educação Municipal de Água Branca.

Nesta terça – feira, 02 de junho de 2020, ficou em evidência uma grande indagação da população do município “Quem está no comando da Secretaria de Educação?”. No início do mês de Abril, a Ex-Secretária de Educação “Cleidimar Tavares Mendes Brito”, foi exonerada do cargo, conforme Portaria 19/2020, para poder ser pré – candidata à vereadora da cidade. Ela se tornou presidente do Partido Progressista – PP, onde anunciou sua pré – candidatura, fazendo parte da base do atual prefeito Jonas Moura.

Com a exoneração de Cleidimar Tavares, foi nomeado o novo Secretário de Educação “Humberto Tavares Mendes”, conforme Portaria 26/2020. A capacidade de comandar uma das secretarias mais importantes de qualquer município é bastante questionável, principalmente quando o atual secretário é irmão da ex- secretária. Outro dado interessante, é que o recém-contratado, em plena Pandemia e com as aulas paradas, está recebendo seus R$ 4.557,50.

Segundo o Relatório de Levantamento do Tribunal de Contas do Estado do Piauí – TCE/PI, apenas 16 municípios regulamentaram oferecimento de aulas remotas, são eles: Angical do Piauí, Avelino Lopes, Belém do Piauí, Beneditinos, Cabeceiras do Piauí, Cocal de Telha, Colônia do Piauí, Corrente, Elesbão Veloso, Francinópolis, Guadalupe, Itainópolis, Jaicós, Jurema, Parnaguá e Teresina. Ou seja, Água Branca está sem aulas e o Secretário recebendo seu salário e várias diárias. Em tempos de isolamento social, para onde ele deve estar viajando? Veja os dados do TCE/PI no link abaixo:

https://www.tce.pi.gov.br/levantamento-do-tce-pi-aponta-que-apenas-16-municipios-disponibilizam-aulas-remotas/

Voltando a questão de comando, nesta terça aconteceu a Web Conferência – Reorganização do Calendário Escolar, onde a ex – secretária Cleidimar Tavares aparece em seu Status de Whatsapp na Secretaria Municipal de Educação – SEMED. Além disso, o mais interessante é que o atual secretário não aparece na publicação da própria Secretaria – semedaguabrancapi. Então com todos esses fatores, tudo leva a acreditar que a Secretaria de Educação seria mais um acordo politico do atual gestor, Jonas Moura. Segue fotos:

 

 

 

 

 

Comentários no Facebook